“Se deixou levar por sua convicção de que os seres humanos não nascem para sempre no dia em que as mães os dão à luz, e sim que a vida os obriga outra vez e muitas vezes a se parirem a si mesmos.” (Gabriel García Márquez, em "O amor nos tempos do cólera")

30/10/2014

Desigualdade


O fator mais íntimo do "neoliberalismo" é a concentração de renda e a desigualdade social galopante. Sete em cada dez pessoas no mundo vivem em países onde o abismo entre ricos e pobres cresceu assustadoramente nos últimos 30 anos. É chocante a desigualdade entre os 10% mais ricos e os 90% mais pobres. Ela está fora de controle no mundo todo. O capitalismo jamais dará soluções a essas desigualdades. Triste! 

Nenhum comentário: