“Se deixou levar por sua convicção de que os seres humanos não nascem para sempre no dia em que as mães os dão à luz, e sim que a vida os obriga outra vez e muitas vezes a se parirem a si mesmos.” (Gabriel García Márquez, em "O amor nos tempos do cólera")

18/02/2015

Tocantes coisas

Queria muito dizer coisas tocantes.
Aquelas que me tocam no fundo do coração.
Aquelas que gritam à noite enquanto durmo,
Porque não se pode dormir com tanta dor.
Dor tocada com letra e música
Canção da vida contraditória,
Que fala de amor, mas de dor também fala.
Resmunga amiúde
Não me deixa em paz.
Inutilidade. 
Sinto-me inútil
Porque nada que fale, merece aplauso.
Até porque aplausos são conforme a música da vez...
E quem disse que é essa a música que queres ouvir?
Ah...
Queria falar coisas tocantes.
Mas, o que me toca não toca a ti.
Meu mundo é o que conheço, 
a consciência de mim.
Então, o mundo de cada um,
É aquele que cada um conhece...
Nunca tocarei alguém 
com as minhas coisas tocantes...

Ada, 18/2/2015.


***

Nunca e ninguém 
são a negação de sempre e alguém.
Nenhuma delas existe.
Tudo e nada, também.
Então, guardei frases para dizer 
quando houvessem sentido...

Nenhum comentário: