“Se deixou levar por sua convicção de que os seres humanos não nascem para sempre no dia em que as mães os dão à luz, e sim que a vida os obriga outra vez e muitas vezes a se parirem a si mesmos.” (Gabriel García Márquez, em "O amor nos tempos do cólera")

26/07/2009

Poesia no concreto

( Viaduto do Café, no Bixiga - SP)
"O Talento é planta sempre
exótica que germina e brota e
floresce e frutifica ao acaso
na terra carinhosa dos jardins
como nas frinchas de uma rocha"

Nenhum comentário: