“Se deixou levar por sua convicção de que os seres humanos não nascem para sempre no dia em que as mães os dão à luz, e sim que a vida os obriga outra vez e muitas vezes a se parirem a si mesmos.” (Gabriel García Márquez, em "O amor nos tempos do cólera")

Aconteceu


"Poesia é besteira. Ah! Como sou besta!"

(7/10/2017)
Cantando e dançando o grupo Poetas do Tietê alegrou a noite na Casa das Rosas na Av. Paulista com um sarau prá lá de alegre! A poesia andou nas bocas, ou dezenas de bocas andaram pela poesia? Estive lá, li um poema meu e ingressei na perigosa estrada de ver publicados os meus poemas... Participo com quatro na Antologia Poética Elas. 



Sarau na Casa das Rosas   

Coletivo Poetas do Tietê



Aylan Kurdi, o menino sírio de três anos, cujo corpo jazia com o rosto quase enterrado à beira-mar na praia turca de Ali Hoca, no vilarejo de Bodrum, tornou-se o emblema do drama que vivem famílias de refugiados sírios, afegãos e iraquianos, cuja intenção é deixar o inóspito lugar de origem sempre em guerra, uma chaga imperialista, para se agarrar a uma chance de vida, mesmo que em destino desconhecido e numa travessia repleta de riscos. (3/9/2015)

In Memory of Kurdi Family 

Noticia no Zero Hora 

Aylan (3 anos) e o irmão Galip (5 anos) morreram em naufrágio, não tinham sequer bóia salva vidas atadas em seus corpos... Foto de sua tia: Tima Kurdi / Facebook


























Minha mãe teve um sonho. Nele, eu morri. O que ela sentiu ? (Perguntei). Nada, eu acordei. (15/5/2015)



Seu primeiro poema nasceu quando ele tinha 19 anos e sua estreia literária aconteceu com “Poemas concebidos sem pecado” feito artesanalmente por amigos, numa tiragem de 20 exemplares + 1 que ficou com ele. O livro garantia sua inserção entre os modernistas, em 1937. "O Tempo só anda de ida./A gente nasce, cresce, envelhece e morre./Pra não morrer/É só amarrar o Tempo no Poste./Eis a ciência da poesia: /Amarrar o Tempo no Poste!" - Esse é o Manoel de Barros.Agora, ele se foi feito passarinho. Avuou pro céu, imenso de carinho.” Morre aos 97 anos. (16/11/2014) 


A manchete da mídia diz: “Pela primeira vez, dados oficiais apontam que miséria parou de cair”. Uma informação ruim. Depois, a notícia anuncia que o número de indigentes cresceu de 10,08 milhões em 2012 para 10,45 milhões em 2013. Também ruim. Daí, lá pelo meio diz: “Trata-se de um aumento de 3,7%, que não chega a ser expressivo. No entanto, é o primeiro desde os 10% de 2003.” Tentativa de achar um pêlo no ovo. Bom, daí vem um gráfico, que mostra a miséria em 2012 num patamar de 27,95 milhões e termina com os tais 10,45 milhões, isso tudo, num sobe e desce que sempre desce... Eu pergunto: O que tem de ruim nessa notícia? Respondo: Nada! A miséria segue caindo vertiginosamente! Mas, não é essa a intenção da mídia na sua pauta desconstrutiva...




http://dinheiropublico.blogfolha.uol.com.br/2014/11/05/pela-primeira-vez-dados-oficiais-apontam-que-miseria-parou-de-cair/



O desemprego no Brasil ficou em 6,8% de abril a junho de 2014. Houve queda em relação ao 1º trimestre quando a taxa era de 7,1%. Queda também comparando com o ano passado que era 7,4%. (Dados do  IBGE de 6/11/2014)


Aconteceu: o rapaz que encontrou Aurora (ver a notícia abaixo), um universitário, disse palavras lindas sobre o acontecimento. " Quando abri a caixa de papelão no meio do lixo e vi que era um bebê, o mundo inteiro desabou dentro de mim... e pensei, não há tempo a perder, qualquer segundo é fundamental". "Esse acontecimento modificou a minha vida, espero que esse bebê consiga realizar-se e que esse fato não interfira em sua vida..." Fui buscar as palavras corretas ditas pelo estudante no google e acabei me deparando com dezenas de notícias sobre bebês abandonados em caixa de sapatos em diversos estados do Brasil... 


Aconteceu: e muita coisa acontece no dia a dia. Algumas são tão chocantes... 
Um bebê recém-nascido do sexo feminino foi encontrado na manhã do dia 7 de agosto de 2014, dentro de uma caixa de papelão, ainda com o cordão umbilical, no Lago Norte, região nobre do Distrito Federal. Deram-lhe o nome de Aurora, por ter sido encontrada nas primeiras horas da manhã. A sanção [para abandono de incapaz] varia de [pasmem] seis meses a três anos de detenção. Se a criança sofrer lesão grave, [pasmem novamente] a pena é de um a cinco anos de detenção. Em caso de morte, [pasmando ainda] a pena varia de quatro a 12 anos de reclusão. A priori, o estado físico dessa criança não apresenta nenhuma lesão grave. Então, estão trabalhando com a sanção mínima, de seis meses a três anos de detenção.

Hoje, os animais estão conquistando essa mesma punição por abandono... 


Aconteceu: Dos horrores confessados pelo Paulo Malhães, o Dr Diablo - torturador nos tempos de Garrastazu (que nome heim?) Medici e frequentador da famosa Casa da morte no RJ - duas coisas me chamaram atenção: Uma delas, é de que há infiltrados nas organizações de esquerda ainda hoje!? A outra é sobre o comportamento de mulheres e gays. Sobre estes, ele declara: “eu tinha verdadeiro pavor de interrogar mulher e gay. Eu não gostava.”... “há uma enorme diferença entre interrogar um homem e uma mulher. A mulher, se o Sr perguntar sobre a pessoa que ela ama, o marido ou o amante, ou filho ou sobre quem ela ama, ela vai morrer e não vai lhe entregar. E o homem em duas ou três horas ele entrega qualquer um, até o filho dele... então é muito difícil ganhar uma mulher é uma coisa do outro mundo! E o gay também tem esse sentimento". 
 *
Malhães foi morto dia 25/4/14 por asfixia. Motivos? Eu penso que foi por declarar que a Comissão Nacional da Verdade deveria ser chamada de “Meia Comissão da Verdade”, e que deveria apurar mais coisas além...Vejam só! O peixe morre pela boca. E havia muito o que falar... Foi queima de arquivo!

A "herança autoritária" permanece como uma dolorosa ferida aberta na sociedade brasileira....

Para ouvir o interrogatório: http://youtu.be/e2SnsSYG7O0




Dizem que morreu Gabriel Garcia Marques. Também acho que não morrerá nunca... Os seis livros que tenho seus na estante, o trazem presente em diversos pensamentos meus, é um dos meus preferidos para viajar em fantásticas cidades fictícias. Por acaso perdi o caminho de casa
Uma pessoa da dimensão dele, que fez "cem anos de solidão", que é uma obra eterna, transfere sua vida para a sua obra. Então, eu acho que ele não morreu, continua vivo aqui nessa realidade mágica.. "A obra dele se colocou do lado da vida com tanta força que ele não tem fim" (disse Mia Couto). Gabriel, 87 anos magicamente eternos. (Ada, 17/4/2014)





Dia 21 de janeiro deste 2014 faz 90 anos que Lênin morreu (nasceu em 22/4/1870) . Ele foi o grande arquiteto da revolução socialista na Rússia em 1917. Esta, por sua vez, marcaria profundamente o século 20 e iniciaria uma nova fase da história da humanidade. O mundo que começaria a ser construído a partir dalí e suas ideias revolucionárias seguem vivas no século 21. Os versos do poeta soviético Maiakovski, também escritos em 1924, quando filas de milhares e milhares de trabalhadores, sob a neve, se despediam de Lênin afirmam:

“Da pessoa mais terrestre /de todas que passaram pela Terra/Não devemos nos derramar em poças de lágrimas, Lênin ainda está mais vivo do que os vivos”. E quando encontrei essas fotos, abri um sorriso contente: Lênin também amava os gatos... (Ada,21/1/2014)


[Na esquina, dou de cara com um cãozinho, magro, triste, encolhido numa caixa de papelão...]
Guri, 10 dias depois do resgate
Domingo, 18 de agosto de 2013. Lá vou eu buscar grama pela rua. Meu gato pede grama para aliviar a indigestão que os pelos lambidos provocam no estômago. Coisa de gato. Na esquina, dou de cara com um cãozinho magro, triste, encolhido numa caixa de papelão. O frio cortante da madrugada fê-lo sofrer bastante. Pela magreza e sujeira, perambula há muito tempo. Corro buscar água e comida. Ele tem medo. Debilitado e acuado se deixa levar em meus braços. É tão indefeso que nos empresta muito poder e meus instintos maternais instigam-me dele cuidar e proteger. As vizinhas ajudaram. Uma levou-o ao veterinário, outra o abrigou até que não tivesse perigo conviver com meus animais. Ele provavelmente foi espancado, pois sentia dores pelo corpo e gritava se o pegássemos ao colo com movimentos bruscos. Os medicamentos e vitaminas, alimentação e amor, já promovem um brilho nos olhos e fuças. Em dez dias, surge um cãozinho brincalhão e feliz. Tem energia para dar e vender e uma carência tão grande que, sua demonstração é quase de nos engolir. Será doado para alguém que o queira amar até o fim de sua vida. Abandono ele já conhece, precisa conhecer acolhimento e proteção, é a mínima responsabilidade nossa para com os animais que retiramos, há milênios, da natureza... Guri, é o nome dele. (Aconteceu em agosto de 2013).

Volto em janeiro de 2014 para dar a notícia de que Guri foi adotado por uma familia de amigos e que agora tem pai, mãe, avó e três irmãos, moleques como ele... Preciso agradecer Neide Freitas por te-lo adotado e por proporcionar-lhe tanto amor que ele merece. Saudades de você meu Gurizinho!

                             

Elenice Salla aos 15 anos de idade
E-mail enviado (18/4/2013):

Bom dia querida Elenice! Saudades. Acabei de postar no blog sobre conchinhas catadas na praia... Óbvio, lembrei-me de você, pois na minha coleção de conchas, as suas ocupam lugar de destaque! Não só porque as conchas são lindésimas, mas porque vieram recheadas de carinho... daqueles recheios que se lambem os dedos. Relendo o que escrevi há tempos, vi que em 23 de março completou 3 anos sem o Tompson, e espero continues tocando em frente que a vida não é mole não! Beijos à suas filhas e a toda família, espero que sua mãe esteja firme e forte, mesmo dando-lhe trabalhos. Mande noticias! (teria tanto a te contar....). Ada 


E-mail recebido (18/4/2013):

Oi...Não sabemos como responder os e-mails... este momento esta sendo muito difícil para nós. Informamos o falecimento da Elenice. Foi no sábado, dia 30/03/2013.Ela estava muito feliz e na praia. Seguem nossos contatos:... Beijos, Maiti e Inai Salla.


- Fiquei sem chão. Lá se foi a amiga de infância! Ela deve ter me dado o sinal: mexa nas conchinhas do mar e me encontre... e essa saudade, agora não morre mais. (Aconteceu em abril de 2013)





Cheguei à plataforma do metro Penha, pouco depois do acidente entre os trens que se chocaram, às 10h00 e uma multidão já zanzava feito formiga que perde o rumo, cada uma para lados diferentes, cruzando-se em burburinhos. Passaram por mim algumas macas, gente solidária carregando pessoas desmaiadas para os taxis do terminal. O assunto corria de boca em boca, e o anúncio de que haviam feridos no choque entre trens no Carrão, que é a estação seguinte à minha, e no mesmo sentido que sigo diariamente para ir trabalhar. Podia ver a multidão que chegava a pé pelas calçadas laterais aos trilhos, vindos dos trens vizinhos. Uma grande fila formou-se nas catracas para receber reembolso do bilhete. Podia se ver também o caos formado pelo trânsito parado nas avenidas do entorno. Eu poderia estar nesse trem... Sampa já é caótico sem acidente, imagina como ficou nessa quarta-feira 16 de maio de 2012? Mais prudente foi voltar prá casa, levei duas horas para conseguir! Pobres paulistanos! (Aconteceu em 16/5/2012)




Ainda trêmula, depois de salvar uma pomba de ser esmagada pela fúria dos automóveis paulistanos, tento trabalhar... A pobrezinha voou baixo e um carro bateu-lhe violentamente, ela saiu cambaleante e zonza... corri em seu socorro e tive que abrir meus braços no meio da rua, e gesticulando, parei o trânsito até que ela alcançasse a calçada. Ficou confusa, muito dolorida com certeza, mas nada visivelmente quebrado. Acho que vai sobreviver. Derramei umas lágrimas, contidas outras, para não fazer papel de boba diante dos outros: ninguém ajudou, nem saudou, nem se comoveu e os amigos fingiriam não me conhecer... restamos eu e a pomba, atordoadas pensando como sobreviveremos a essa cidade de loucos! Ou serei eu a louca? (Aconteceu em 3/5/2012)



O desenho da pomba é indígena e encontrei no belíssimo blog de cultura indígena em Museu mineiro: http://culturaindigenamuseumineiro.blogspot.com.br/


Foto Elenara Stein
Quando meninota, viajávamos muito com meu pai, ele adorava pegar estrada e visitar lugares novos. Numa dessas andanças, numa estrada de Curitiba ladeada por hortências, fiz com que ele parasse para que pudesse pegar uma. Ele fazia minhas vontades e feliz da vida subi de volta no carro com uma hortência lilás igual a esta, nunca me esqueço, enorme! Só que ela já tinha dona e a moradora escondida nas tenras florezinhas era uma feliz aranha... meu susto foi imediato [o dela deve ter sido de igual monta] e a reação foi jogar a hortência pela janela... triste destino de todos nós. Depois dessa experiência, tornou-se difícil arrancar flores. Para quê? Deixo-as lá, servindo à natureza. (Aconteceu em dia e mês não identificados talvez no ano de 1968)


Av. Sumaré. 7/6/11 o dia virou noite em Sampa. Ventos a 100km por hora
Bom dia! Ontem tive um piriri, e Sampa um ciclone. Dormi mal na noite anterior, estressada com a empregada e as dividas, com a audiência de hoje cedo. Então, não fui trabalhar. Quer dizer, trabalhei de casa, porque pela internet é possivel. Sorte a minha que não saí de casa! Uma ventania desproporcional começou seu açoite às 11:30 hs da manhã e quando as 18 horas chegaram, uma feroz tempestade (que hoje soube foi um ciclone tropical) eclodiu em ventos e filetes de água cortante e sua violência explodiu o gerador de energia. Vi os raios da explosão iluminando o céu empretecido e dava para ouvir o grito dos choques "dzizdziz" ecoando do poste. 

Sem luz alguma, apenas com a bruxuleante da vela, me deitei no sofá da sala abrigada pelo cobertor e fiquei medrosa observando o tempestade que açoitava a janela ferozmente. Adormeci. Adormeceram os bichinhos. Onze da noite, a vela se acabou, sem energia, fui cambaleante, tropeçando a escuridão que não se desviava de meu caminho, me entoquei na cama feito uma ursa velha. Acordei hoje, às 6 da matina, com 12 horas completadas de bom sono, o dos justos. 

Saí muito cedo hoje, prevendo o caos pela cidade, não podia me atrasar no forum. Pelas ruas nunca se viu tantos guarda-chuvas destroçados, virados do avesso, esmigalhados pelas calçadas. Um festival de xadrezes e listrados coloridos, soldados que perderam a guerra com suas espadas metálicas retorcidas. Bem que diz o ditado: "depois da tempestade vem a bonanza", porque o céu azulíssimo, recém pintado de anil, sua tinta fresca faxinou a bagunça que a tempestade fez. O sol exuberou sua luz e invadiu claridade nas ruas geladas. Bom dia! Que lindo dia! A natureza está pedindo desculpas! Danem-se os faróis apagados, as árvores caídas, e as notícias que virão no decorrer do dia anunciando a catástrofe. Será uma feliz quarta-feira. (Aconteceu em 8/6/2011)



Rio de Janeiro, 11 e 12 de janeiro de 2011. Terezópolis e Região Serrana têm o curso dos rios alterados pelas fortes chuvas que assolam nosso Brasil nesta época de verão e que soterraram centenas de casas, carros, pessoas e animais. Uma avalanche de lama com a força impiedosa das águas. Realmente comovente a primeira cena que assisti na TV pela manhã, a daquela senhora sendo resgatada pelos vizinhos que jogaram-lhe uma corda. Seu cãozinho nos braços, em poucos minutos foi engolido pela enxurrada, assim como seus outros cães que foram tragados da lage. Chorei copiosamente por tudo. Entre 800 mortos, por enquanto, só tristeza.



Belíssimo discurso, o mais avançado que já ouvi, e por ser pronunciado por uma mulher. Mas não uma mulher qualquer.. Uma mulher que chegou ao cargo máximo. Mas também não só por isto, porque é preciso ter lado. E Dilma, uma lutadora desde os seus 16 anos, já foi torturada por defender a democracia e enfrentou um câncer e escolheu um lado, o lado do povo brasileiro. Rompe a tradição das elites governarem, seguindo o caminho iniciado por Lula. Um novo caminho, que precisa avançar mais, muito mais. Salve Dilma Roussef.

Resultado: Com 99,99% dos votos apurados, Dilma Rousseff (PT) alcançou 56,05% dos votos válidos (55.752.092). O tucano José Serra obteve 43,95% (43.710.422).
Votos nulos somaram 4,4%, e brancos, 2,3%. A abstenção ficou em 21,50% (29 milhões). O eleitorado brasileiro é de 135 milhões de pessoas.

O trecho mais emocionante: 

Minhas amigas e meus amigos de todo o Brasil, É imensa a minha alegria de estar aqui.
Recebi hoje de milhões de brasileiras e brasileiros a missão mais importante de minha vida. Este fato, para além de minha pessoa, é uma demonstração do avanço democrático do nosso país: pela primeira vez uma mulher presidirá o Brasil. Já registro, portanto, aqui meu primeiro compromisso após a eleição: honrar as mulheres brasileiras, para que este fato, até hoje inédito, se transforme num evento natural. E que ele possa se repetir e se ampliar nas empresas, nas instituições civis, nas entidades representativas de toda nossa sociedade. A igualdade de oportunidades para homens e mulheres é um principio essencial da democracia. Gostaria muito que os pais e mães de meninas olhassem hoje nos olhos delas, e lhes dissessem: SIM, a mulher pode! Minha alegria é ainda maior pelo fato de que a presença de uma mulher na presidência da República se dá pelo caminho sagrado do voto, da decisão democrática do eleitor, do exercício mais elevado da cidadania. Por isso, registro aqui outro compromisso com meu país:
LEIA NA ÍNTEGRA AQUI ou ASSISTA (Aconteceu em 31/10/2010)




Morreu Saramago!?  É preciso aproveitar a vida até que o fim da nossa existência chegue de fato. “Acho que todos nós devemos repensar o que andamos aqui a fazer. Bom é que nos divirtamos, que vamos à praia, à festa, ao futebol, esta vida são dois dias, quem vier atrás que feche a porta – mas se não nos decidirmos a olhar o mundo gravemente, com olhos severos e avaliadores, o mais certo é termos apenas um dia para viver, o mais certo é deixarmos a porta aberta para um vazio infinito de morte, escuridão e malogro”. Fiquei triste... (veja postagem) (Aconteceu em 18/05/2010)


Petróleo no mar. O pior vazamento de petróleo da história dos Estados Unidos chegou ao seu 40º dia neste sábado 29 de maio de 2010, com habitantes da região do Golfo do México agarrando-se à esperança de que a complicada operação da companhia British Petroleum consiga controlar bem a situação. A explosão que matou 11 trabalhadores e provocou este vazamento de petróleo gigantesco, continua vazando. Responsabilidade dos EUA, o carro-chefe da destruição do planeta. (Aconteceu em 29/05/2010).


Hoje faz 30 anos de Projeto Tamar. Vi entrevista em que os pescadores vão sendo ganhos pela consciência. Se a tartaruga é pega na rede de pesca, eles a devolvem ao mar. Ainda morrem muitas engasgadas com o plástico no oceano. Mas não é só isso. Sobreviver e traçar uma economia com a vida das tartarugas e não com sua morte, é a grande questão! Venceremos esta batalha, ao meu ver, muito avançada? Visite o site: http://www.tamar.org.br/ (Aconteceu em 20/03/2010)

 
A apresentadora global Ana Maria Braga adora o consumismo capitalista e nunca escondeu a sua rejeição às ideias de esquerda. Mas, geralmente, ela exagera nas suas paixões. No seu programa da TV Globo da semana passada, ela entrevistou o jogador sérvio Dejan Petkovic, atual campeão pelo Flamengo e craque reconhecido por todos os apreciadores do futebol. A entrevista até que ia bem, quando ela não se conteve e disparou: “Como foi nascer num país com tanta dificuldade?”. O melhor foi a resposta! (Aconteceu em fevereiro/2010)


Recorde nacional com a criação de treze universidades federais, Lula o atual presidente brasileiro atingiu, ao longo das duas gestões, um recorde que ultrapassa a cifra anterior alcançada por Juscelino Kubitschek de dez instituições. A educação tem sido tema de destaque nas discussões nacionais. No dia 12 de janeiro, Luiz Inácio Lula da Silva sancionou o projeto de lei de sua própria autoria em prol da construção da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA).  (Aconteceu em 26/01/2010)


O terremoto no Haiti em 12 de janeiro de 2010 comoveu o mundo. Em apenas 10 dias foram encontrados 150 mil mortos!  (Aconteceu em 25/01/10)


Rio para sede das Olimpíadas virou piada de Robin Williams. Ele lamentou que a participação da apresentadora Oprah Winfrey e da primeira-dama, Michelle Obama, não tenha ajudado Chicago na escolha da sede. “Chicago enviou Oprah e Michelle. O Brasil mandou 50 strippers e meio quilo de pó. Não foi uma competição justa”, disse em entrevista num dos programas mais populares dos Estados Unidos, o Late Show. Lamentável! (Aconteceu em 3/12/09)