“Se deixou levar por sua convicção de que os seres humanos não nascem para sempre no dia em que as mães os dão à luz, e sim que a vida os obriga outra vez e muitas vezes a se parirem a si mesmos.” (Gabriel García Márquez, em "O amor nos tempos do cólera")

29/08/2010

Simon´s Cat





4 comentários:

Casa Cor de Laranja disse...

Adoro o Simon,é representante perfeito dos nossos felinos.
Beijos,
Rosana

Anônimo disse...

oi, por um acaso encontrei teu blog sou fã apaixonada por gatos e cachorros adorei as postagens vizitarei mais vezes!! Ah, consegui fazer com que minha poodle adotasse um gato como filhote e deu certo ela morre de ciúmes dele!! bjus

Ada disse...

Oi amiga anônima..obrigada pela visita e comentário. Os animais nos dão lições de vida! O amor é simples assim!

Anônimo disse...

Lindo demais, leituras sobre gatos, sempre me trazem os meus que já partiram. AMEI a todos:
Guilherme o primeiro, 11 anos ao meu lado.
Fernanda a segunda, 07 anos ao meu lado.
Menino, o terceiro, 15 e meio ao meu lado.
Léo ( o atual) já com 05 anos (abandonado), apenas a 05 meses ao meu lado (bravo ainda)
Vou procurar uma carta que escrevi para meu gato Menino (o que mais marcou sua história comigo)Bjs Cris Cervo