“Se deixou levar por sua convicção de que os seres humanos não nascem para sempre no dia em que as mães os dão à luz, e sim que a vida os obriga outra vez e muitas vezes a se parirem a si mesmos.” (Gabriel García Márquez, em "O amor nos tempos do cólera")

30/09/2011

Anedota para crianças


Dois malucos fogem do manicômio, passando por cima do telhado de um edifício. A certa altura um deles tropeça numa telha que está solta e faz barulho. O guarda noturno ouve e diz: 
- Quem está aí? 
O maluco decide imitar um gato: 
- Miau!
O guarda apercebendo-se que é um gato, deixa passar a situação. O segundo maluco segue atrás do primeiro e tropeça na mesma telha, tornando a fazer barulho. O guarda ouve e diz: 
- Quem está aí?
Responde o segundo maluco:
- É outro gato!

Nenhum comentário: