“Se deixou levar por sua convicção de que os seres humanos não nascem para sempre no dia em que as mães os dão à luz, e sim que a vida os obriga outra vez e muitas vezes a se parirem a si mesmos.” (Gabriel García Márquez, em "O amor nos tempos do cólera")

01/01/2013

Sapatinho para Heloísa

Sapatinho em crochê, by Ada

Para Heloísa, fiz esse sapatinho em crochê, modelito boneca, usando a linha de algodão branca e pink. Ele ficou medindo 7 cm... Será que vai caber no pezinho da minha princesa?

I

Baila baila sapatinho
Baila com toda vontade
Percorra assim o caminho
De amor e felicidade

II

Os meus pezinhos ligeiros
dentro dos meus sapatinhos
bailam sempre tão faceiros
em busca dos meus caminhos.

III

Meus sapatinhos dourados
guardam mil recordações
dos tempos bons, já passados
que eram cheios de emoções!

IV

Deslizavam suaves pelos meus versos
mas que triste, não eram de cristal
os meus inspirados sapatinhos dançantes
perderam a rima num tropeço banal.

V

No compasso da música,
segue meus sapatinhos a dançar,
vão seguindo a flauta dengosa,
quase querendo chorar...

(fonte: ciranda das letras)

Nenhum comentário: