“Se deixou levar por sua convicção de que os seres humanos não nascem para sempre no dia em que as mães os dão à luz, e sim que a vida os obriga outra vez e muitas vezes a se parirem a si mesmos.” (Gabriel García Márquez, em "O amor nos tempos do cólera")

24/02/2013

Coisas de vovó Ada: Bonequinhos de arame

Ada vovó teve inspiração. 
Araminho de amarrar pão
 - não costumo jogar fora
fui juntando, juntando e 
eis que dei-lhe outra função: 

Esqueleto dos bonequinhos. 
Restos de lã para revestir, 
miçangas para o colar e pulseira, 
vestido e sapato de crochê, 
cinto com fivela de lantejoula.

Medem 6 cm e são articuláveis! 
Ora em pé, ora sentadinhos.. 
Para minha netinha Heloísa, 
que nasce em março, rapidinho!

Espero que ela possa curtir um dia, 
o carinho que tenho por ela,
antes mesmo d´eu existir,
um amor desde sempre senti..

(Ada, 24/2/2013)





Nenhum comentário: