“Se deixou levar por sua convicção de que os seres humanos não nascem para sempre no dia em que as mães os dão à luz, e sim que a vida os obriga outra vez e muitas vezes a se parirem a si mesmos.” (Gabriel García Márquez, em "O amor nos tempos do cólera")

25/03/2009

Pequena elegia ao meu gato Matheus

Lucky gatinho de Marcia e Leila
Matheus meu amado gato (* 14/06/1994 * 17/01/2008 *)


Gatos jamais morrem de fato: Suas almas saem de fininho atrás de alguma alma de rato.

Gatos não morrem: Sua fictícia morte não passa de uma forma mais refinada de preguiça.
Gatos não morrem: Rumo a um nível mais alto é que eles, galho a galho, sobem numa árvore invisível.

Gatos não morrem: mais preciso, se somem, é dizer que foram rasgar sofás no paraíso...
E dormirão lá, depois do ônus de sete bem vividas vidas, seus sete merecidos sonos.

(Nelson Archer)

Comentários perdidos da postagem original:

Lindo ! Dedicarei a todos os meus sumidos gatos, que se foram a rasgar sofás pelo céu... Beijos (Elenara 23/12/08)

Ada, vc é sensacional, amei a homenagem que vc fez para o matheus e lucky, eles certamente estão lá em cima olhando por nós e pelos manos que deixaram.obrigada pelo carinho que vc sempre teve conosco. beijos (Marcia, 25/12/08)

Oi Ada ! vc realmente me sensibilizou muito com essa linda homenagem aos nossos amados guerreiros Lucky e Matheus, pois eles realmente alegraram tds os nossos dias, foram companheiros ami-gos, filhos, confidentes em vários momentos de nossas vidas. Hoje, mesmo ausentes, se fazem presentes brincando e correndo ao léu nesse maravilhoso universo a que denominamos de céu ...fiquem com Deus e sempre olhem por todos nós. Obrigada Ada te gosto muito !!! beijos e abraços de saudades (Leila Maria . jlle 25/12/08)

Acabei-me-me-me. Não saberia explicar a depressão do Júnior em janeiro de 2008. Aí soube que o pai dele, Matheus, tinha morrido. Ele, não sei como (ou será que não sei admitir) soube antes de acontecer. O Júnior, paparicado pelo pai embaixo da cama...o Paquito (tb falecido) amou o Júnior assim que o viu. Raízes do Matheus e Nala... Oi lindo pai Matheus, cuide do Lucky, mas deixai o Júnior conosco! Saiba que seu filho é amado. É nosso filho! Obrigada Eliana por deixar que o Matheus tenha deixado um fruto tão valioso como o Júnior. (Sandra 24/1/09)

Nenhum comentário: