“Se deixou levar por sua convicção de que os seres humanos não nascem para sempre no dia em que as mães os dão à luz, e sim que a vida os obriga outra vez e muitas vezes a se parirem a si mesmos.” (Gabriel García Márquez, em "O amor nos tempos do cólera")

21/04/2009

Arquitetura que resiste: Rua Caio Prado


Casarão na Rua Caio Prado sentido Av. Consolação, São Paulo. Em 26 de março de 2009.

3 comentários:

Elenara Stein Leitão disse...

Essa tem um estilo eclético e está super bem conservada, coisa rara em nossos dias.
Bjos

Andre Luis Aquino disse...

Eu conheço bem este lugar fica aqui pertinho de casa, faz tempo que não te visitava, voce está se aprimorando como blogueira e fotografa.

Andre Luis Aquino disse...

Ah gostei das patinhas.O blog fica meio espelho não dos nossos olhos por fora, mas o que entra neles.