“Se deixou levar por sua convicção de que os seres humanos não nascem para sempre no dia em que as mães os dão à luz, e sim que a vida os obriga outra vez e muitas vezes a se parirem a si mesmos.” (Gabriel García Márquez, em "O amor nos tempos do cólera")

20/10/2009

Mal humor


Ada caricaturada por Cristiano

"Hoje as pessoas parecem caricaturas de sí. Tem gente que exagera nos traços e vira um bicho. Aumenta orelha, emborca nariz de tucano, entorta boca com dentes que não cabem em sí, brotam suas corcundas de urubus e andam com pernas longas de cisne ou como pata-chocas... outras falam como gralhas na mesa do almoço, engolem sem mastigar feito giboia. O mundo é um zoológico, e eu pareço uma naja destilando veneno." (Ada, de mal humor, 20/10/2009)

4 comentários:

Elenara Stein Leitão disse...

Rsss...Então olha para o céu, vê como ele é belo e que a felicidade até existe (obrigada Roberto) e quase sempre está escondida em algum pontinho dentro de nós. Depois respire fundo, ponha um sorriso nos lábios e coloque uma música bonita e dance !!!!!!!!!!!!

Os outro ??? Que fiquem com suas caricaturas, se quiserem...

Beijos risonhos da amiga de sempre

Elenara

Anônimo disse...

Gostei muito do seu blog, ia virar seguidora, até ver a frase da semana. Aí, desanimei... Não misture políticos com este seu blog tão bonito e interessante. Ainda mais políticos decepcionantes como é o caso de Lula e sua trupe. Deixe a política para um blog voltado a esse assunto. Você não precisa deles pra tornar seu blog interessante. Viemos aqui pelos seus textos, mas quando vemos essa demonstração de "tomada de partido" acabamos desistindo de ler os textos... É só minha opinião...

Elenara Stein Leitão disse...

Uma das piores heranças dos anos de chumbo que vivemos nesse pais é essa mania de segmentação e não envolvimento. Como se as pessoas fossem uma parte e não inteiras. Como se gostar de gatos ou escrever bem sobre assuntos vários fosse incompatível com o ser político. Com o ter posicionamento. Gostar ou não desse posicionamento é outra história. Discordar e debater faz parte do saudável hábito da democracia. Ter opinião também. Pois eu venho e volto por aqui tem uma pessoa inteira. Que bota a cara na rua, que expõem o que pensa e sente.
Continue tomando partido. É pela falta de gente que tome partido mais seguido que esse pais sofre de omissão.

Beijos

Ada disse...

Oi amiga anônima (acho chato você vir como anônima). Fico feliz que venha me visitar e fico decepcionada por desistir de mim (parece que não é só você, pois usa o plural). Ler coisas de que não gosta realmente tem nada a ver. Só que gostaria que refletisse: a sociedade se move pela política. Na sua casa, com seus pais, filhos e companheiros; nas amizades, no comércio, o canal de TV que assistes, o jornal que preferes ler, tudo é política. Se reclamas da conta de luz, de telefone, do aumento dos preços no supermercado, isso é política. Se defendo e defendes os animais abandonados, estou e estás fazendo política. E você, avaliando o Lula e chamando seu governo de "trupe", TAMBÉM está fazendo política! Então, o que podemos concluir é que nos fizeram crer (quem nos governou desde o Império) que política não é para o povo fazer e exercitar. Política é para os políticos. O povo não pode e não deve tomar partido. Tem que ficar caladinho. Ser acrítico. Mas veja a contradição! Estamos nós duas, você de um lado (uma parte, ou partido) e eu de outro (outra parte, ou partido) fazendo política! Unanimidade é burra pois não permite pensar nas enormes possibilidades que existem na convivência entre os contrários. E afinidade e amizade nada tem a ver com isto. Volte sempre! Afinal há alguma coisa que você gosta em mim! Abraço, anônima (ou anônimos)!