“Se deixou levar por sua convicção de que os seres humanos não nascem para sempre no dia em que as mães os dão à luz, e sim que a vida os obriga outra vez e muitas vezes a se parirem a si mesmos.” (Gabriel García Márquez, em "O amor nos tempos do cólera")

11/11/2009

Palavras doces

Escrevo palavras doces, dizem.
Não deveria.
Uma fruta ácida 
apodrece na fruteira.

(Ada 11/11/2009)


Um comentário:

Rosângela Carvalho disse...

Que blog lindo!
amo gatos, cachorros, hamsters...e faz muitos anos que não como carne e nem peixe...
parece que v deixou recado em um blog meu que desativei...ps.alcantara.zip.net - textosoltos...também tenho alguns blogs...
v tem orkut...já morei são paulo-sp...tenho fotos minha paixão orkut...
parabéns
rose