“Se deixou levar por sua convicção de que os seres humanos não nascem para sempre no dia em que as mães os dão à luz, e sim que a vida os obriga outra vez e muitas vezes a se parirem a si mesmos.” (Gabriel García Márquez, em "O amor nos tempos do cólera")

14/11/2009

Viva e deixe morrer

"Em plena lua de mel, Paul McCartney arrumou um tempinho para defender os direitos dos animais. Ele mandou uma carta para os donos das 100 maiores lanchonetes McDonald's do mundo, pedindo que a rede de fast food obedeça aos padrões da PETA (People For The Ethical Treatment Of Animals), a maior organização de proteção aos animais dos Estados Unidos. Segundo um comunicado da associação, o McDonald's já melhorou bastante a maneira como trata o gado, os porcos e os frangos nos Estados Unidos e na Inglaterra, mas precisa estender essas medidas para as lanchonetes dos outros países." (Sex 28 Jun 2002)

Por cargas dágua fui parar nesta notícia. Ela foi publicada há 7 anos atrás e não lembro o que pensava sobre o assunto. Não tinha interesse como hoje. A pergunta que faço: Paul defendeu algum animal com esta carta? Afinal os humanos utilizam-se dos animais de todas as maneiras. Consomem a carne (muita carne, até de formigas), fazem experimentos em laboratórios, dissecam-no nas universidades, fazem bolsas, sapatos e casacos com seu couro, extraem óleo, dentes, comem até as víceras, bebem seu sangue e comem seu cérebro. Extinção. Utilidade total. E a defesa do Paul é para que matem os animais, mas sem usar de crueldade.

Debate mais que polêmico esse, o da defesa animal. "Bem Estar Animal", ou "Tratamento Etico" e há os mais radicais "Contra o holocausto animal". Devem existir outras correntes de opinião que nem conheço ainda. Política é isso. Pessoalmente me indago: "como assim matar sem crueldade?" Matar é matar! Não consigo mais comer carne por ter adquirido esta consciência. Mas sabemos que é muito difícil acabar com o consumo de animais no mundo. Mas não é impossível! Assim como é difícil mudar o sistema dominante que tem culpa no cartório. Tem gente que não acredita na mudança, eu acredito! E tem muita gente lutando muito para mudar tudo isso. Se a tendência é avançar, progredir, tudo o que for feito para melhorar, deve ser bem aceito, até como forma de educar e conscientizar. Seria melhor não matarmos, mas já que matamos, melhor que seja sem crueldade e com menos sofrimento... Então, são lutas diversas que se somam!

Compreendo que este debate não está descolado da luta pelo fim do capitalismo, pelo fim da exploração do homem pelo homem, na busca desenfreada pelo lucro, por uma sociedade plena de igualdades, pela paz, contra a destruição, incluindo a defesa do planeta e da vida. Seja qual for o ângulo que se olhe, é importante continuar lutando por este mundo livre, na mais completa acepção da palavra liberdade. Inclusive para os animais de todas as espécies. Sob pena deste sistema que está aí, que não dará soluções para os problemas criados por ele mesmo, matar todo o nosso planeta. Unamo-nos!

Música para esta postagem:

(clique e ouça):
Live And Let Die
(Paul McCartney)
Viva E Deixa Morrer

When you were young
Quando você era jovem
And your heart was an open book
E seu coração era um livro aberto
You used to say live and let live
Você costumava dizer

"Viva e deixe viver"
You know you did
Você sabe que dizia
You know you did
But if this ever changing world
Mas, se este mundo sempre em mutação
In which we live in
No qual vivemos,
Makes you give in and cry
Faz você se render e chorar,
Say live and let die, live and let die
Diga "Viva e deixa morrer"
What does it matter to ya
O que importa para você?
When ya got a job to do
Quando você tem uma tarefa a cumprir
Ya got to do it well
Você tem que fazer direito
You got to give the other fella hell
Você tem que mandar os outros pro inferno.
You used to say live and let live
Você costumava dizer "Viva e deixe viver"
You know you did
Você sabe que dizia isso,
Say live and let die, live and let die
Diga "Viva e deixa morrer"

(Composta - concidentemente - por Paul e sua esposa Linda para o oitavo filme de James Bond, Live and Let Die em 1973). Mas isso daria uma outra história!

Leia postagem relacionada:
http://coisasdeada.blogspot.com/2009/11/nao-consigo-comer-carne-faz-4-anos.html

Um comentário:

Simples assim... disse...

Exato... será q as pessoas não enxergam mesmoooo ou a culpa é tanta q fingem ser normais???? "Ah, os animais nasceram pra isso mesmo".. (quêêêê?????).... "ah, não uso casacos de pele"!!! (mas tá com uma puta botona de couro nos pés...) E daí por diante... continua uma sociedade hipocrita, q um dia acabará sim se continuarmos firmes aqui na luta!!!!