“Se deixou levar por sua convicção de que os seres humanos não nascem para sempre no dia em que as mães os dão à luz, e sim que a vida os obriga outra vez e muitas vezes a se parirem a si mesmos.” (Gabriel García Márquez, em "O amor nos tempos do cólera")

15/07/2010

Carta de Cris Cervo para Ada

Para Eliana Ada

Esta minha tela tem me trazido muitos sentimentos no decorrer de quase 15 anos. Ela me fez "conhecer" muitas pessoas, me fez sorrir, chorar, me fez ter sentimentos variados. Quantas vezes chorei de alegria, outras tantas, o nó na minha garganta foi tão grande que eu nem consegui chorar, de revolta, de ódio, ao saber de tantas injustiças e coisas tristes que alguém se lembrou de remeter aos meus olhos...

Enfim, esse instrumento da modernidade chamado computador tem um grande poder. Ao mesmo tempo em que une, também separa pessoas. Eu faço uso dele para levar a minha mensagem através de versos que tenho por mania "rabiscar". Estou aqui a pensar como a conheci na Net. E penso que talvez tenha sido pelo Fotolog de sua filha. Lembro-me que eu deixava recados nele, no da Felina, no da Leticia Matos e em outros mais.


Pela primeira vez, muito embora você só conheça alguns dos poucos versos que rabisco e posto na net, agora quero que conheça minha verdadeira opinião sobre uma pessoa chamada Eliana Ada Gasparini.


Mulher! Você é uma pessoa muito especial. É alguém em que essas duas palavrinhas "ser humano" se encaixam perfeitamente. Vejo-a tão linda e essa beleza é completa em todos os sentidos, pois a sua beleza interior realça a exterior. Porque no meu pensamento ninguém consegue ser bonito por fora, se não expressar a beleza de dentro, já que a beleza de fora é muito passageira.


Vejo-a sorrindo lá no seu blog na foto do dia do seu aniversário, e penso: ela é um anjo! Deus deve ter conversado muito com ela antes de mandá-la à sua missão. Sim porque cada um tem uma missão aqui neste plano terrestre, embora muitos morram sem sequer descobrir a que vieram. Pena, terão que voltar. (rsrs)


Mas você... você já veio designada a tal missão e tem feito sua estadia aqui valer a pena, não somente para você, ou para os animais que suas mãos tocam, mas também para todas as pessoas que têm o privilégio de conviver com você, mesmo as que passaram a te conhecer "de longe" assim como eu.


Quando eu abro um e-mail seu, ou quando entro em seu blog, o meu quarto se enche de perfume porque você e suas histórias de resgates de animais têm cheiro de flores. Imagino que suas mãos lindas também trazem o perfume das flores...


Você fez de seu coração o abrigo para os animais abandonados, fez da sua casa o lar para muitos que não tinham ninguém. Eu acompanhei a linda história dos dois gatinhos amarelos que você postou ainda na caixa de papelão onde os resgatou. Acompanhei a história do cão Zeca que aliás teve um lindo final feliz...


Acompanhei muitas histórias que você escreveu aqui com muita dor, e acredite: eu também sofri com você. E muitas vezes, eu chorei aqui sozinha, em cima dos rascunhos de meus poemas...


Aqui nesta tela com poemas, eu já fiz homenagens a muitos poetas, porém hoje a minha homenagem é exclusivamente para você que tem esse coração lindo, que é uma batalhadora na luta desta causa tão nobre que é a questão dos animais abandonados.


Você que levantou essa bandeira e segue avante sem que ninguém a detenha, eu digo aqui nesta tela que o Brasil deveria saber da sua existência. Porque assim, tantos corações tristes, talvez se alegrassem ao ver que ainda há uma esperança. Ver que ainda podemos crer no ser humano, ver que ainda existe alguém que faz a diferença!



Eliana Ada Gasparini receba o meu grande abraço, porque a minha admiração e as minhas orações você já as tem. O poema é seu. É a única forma de lhe homenagear que eu sei fazer...


Cris Cervo

Julho de 2010

2 comentários:

Anônimo disse...

Prima tbm fiquei muito emocionada, com a beleza, da mensagem de admiração e reconhecimento dos valores humanos, éticos, morais e de amor ao próximo fácilmente percebidos por quem acompanha seu Blog.

Sua amiga virtual demonstra grand sensibilidade e conhecimento da alma humana, que independe de religião mas acredita que esses valores humanos são reflexos do aprendizado e da evolução que conseguimos acumular, como espíritos milenares que somos. Vc tbm trás essa evolução de sentimentos e atitudes, mesmo não acreditando nisso. Não diga q não é merecedora e sinta-se responsável sim, por continuar fazendo o melhor q pode nesta vida. Como ela mesma diz, FAZENDO A DIFERENÇA neste mundo ainda de tanto sofrimento e dor. Eu tbm prima, reconheço seu trabalho e sensibilidade junto aos animais. E sou fã do seu Blog de tudo q escreve e de sua esperança incansável (do seu jeito) de um mundo melhor. Parabéns prima, que as energias de LUZ do UNIVERSO continuem iluminando seu caminho rumo a um Planeta onde o AMOR deverá ser condutor da humanidade.
Paz e Luz em seu coração. Ligia Premiano

Anônimo disse...

Ada minha querida:
Que bom que gostou das palavras que lhe escrevi, pois tenha certeza de que cada uma delas foi dita pelo meu coração.
Pede-me permissão para postar o poema no seu blog?
Permissão concedida, e coloque também o texto, onde eu falo de você, exatamente como eu a vejo, embora ele ( o texto) possa conter inúmeros erros gramaticais ( não cursei faculdade, qualquer dia eu lhe conto o porque)
O poema é seu! Foste minha inspiração...
Depois me avise, para que eu possa também vê-lo no seu espaço. Beijos.
Cris Cervo