“Se deixou levar por sua convicção de que os seres humanos não nascem para sempre no dia em que as mães os dão à luz, e sim que a vida os obriga outra vez e muitas vezes a se parirem a si mesmos.” (Gabriel García Márquez, em "O amor nos tempos do cólera")

28/02/2011

Árvore sobrevivente é um exemplo de resistência


"Oi Lih, Utilizei o fura fila um dia desses e vi uma imagem e pensei em você. É de uma árvore que insistiu em sobreviver no topo de um prédio na Avenida do Estado. Dá pra ver as raízes dela no meio dos tijolos das paredes. Pensei comigo: olha se eu tivesse uma máquina fotográfica, mandaria essa foto para Eliana ver a força dessa árvore. Hoje lembrei disso e achei a foto na internet (o que não se acha no Google!). Claro que vista ao vivo tem-se outra impressão, mas dá para você imaginar." (da amiga Elaine Guimarães)


Prédio na Avenida do Estado em Sampa, serve de esteio
a esta vitoriosa sobrevivente! Agradecimentos aos tijolos de barro!
E à minha amiga Elaine que se lembra de mim...

2 comentários:

Cristina Ramalho disse...

Tomemos essa árvore como exemplo para a nossa luta diária pela sobrevivencia nesta cidade!!! bjos,

Yumi disse...

^^

Oi Ada! Saudades de passar por aqui! Mas estou de volta (again) ao mundo blogueiro viu? Bjos