“Se deixou levar por sua convicção de que os seres humanos não nascem para sempre no dia em que as mães os dão à luz, e sim que a vida os obriga outra vez e muitas vezes a se parirem a si mesmos.” (Gabriel García Márquez, em "O amor nos tempos do cólera")

28/02/2011

Coisas dos anos 70 e de sempre

Nossa! A cantora Katia nos anos 70, cantava esta música chamada "Lembranças", composição de Roberto Carlos. Naquela época era boko-moko curtir estas mela-cuecas. A juventude era extremamente americanizada, tinha vergonha do samba e das músicas brasileiras. A não ser quando a jovem guarda estourou nas paradas e nas preferências. Lendo a letra hoje, redescobri a sua poesia e o sentimento que como sempre, Roberto Carlos é mestre. E quero recitar para um grande amor de minha vida. Ada, 28/2/2011


Lembranças
(compositor Roberto Carlos, intérprete Katia)


Já faz tanto tempo
Que eu deixei
De ser importante
Pra você
Já faz tanto tempo
Que eu não sou
O que na verdade
Eu nem cheguei a ser


E quando parti
Deixei ficar
Meus sonhos
Jogados
Pelo chão
Palavras perdidas
Pelo ar
Lembranças contidas
Nesta solidão


Eu já nem me lembro
Quanto tempo faz
Mas eu não me esqueço
Que te amei demais
Pois nem mesmo o tempo
Conseguiu fazer esquecer
Você


Não fomos tudo aquilo
Que se pode ser
Meu amor foi mais
Do que se pode crer
E nem mesmo o tempo
Conseguiu fazer esquecer
Você


Tentei ser feliz
Ao lado seu
Fiz tudo que pude
Mas não deu
E aqueles momentos
Que guardei
Me fazem lembrar
O muito que eu te amei


E hoje o silêncio
Que ficou
Eu sinto a tristeza
Que restou
Há sempre um vazio
Em minha vida
Quando relembro nossa
Despedida


Eu já nem me lembro
Quanto tempo faz
Mas eu não me esqueço
Que te amei demais
Pois nem mesmo o tempo
Conseguiu fazer esquecer
Você


Não fomos tudo aquilo
Que se pode ser
Meu amor foi mais
Do que se pode crer
E nem mesmo o tempo
Conseguiu fazer esquecer
Você.

Nenhum comentário: