“Se deixou levar por sua convicção de que os seres humanos não nascem para sempre no dia em que as mães os dão à luz, e sim que a vida os obriga outra vez e muitas vezes a se parirem a si mesmos.” (Gabriel García Márquez, em "O amor nos tempos do cólera")

22/03/2012

80 anos de Nadir

Mamãe Nadir completa hoje 80 anos de vida. Não é para qualquer um viver tanto assim,  a não ser por sua mãe, minha avó Augusta Fernandes, que viveu 95 anos [jan/1901 - mar/1996], bem como a mulherada da familia, ainda mais com tantas dificuldades que passou na vida.

Teve dez  irmãos e, hoje, restaram apenas as mulheres. As espanholas firmes e fortes, Mercedes (87 anos), Elite (84 anos) e Nilde (78 anos) aliás também hoje [feliz aniversário tia!] resistem aos tempos. Os homens se foram muito cedo.

Mamãe é do tempo e do lugar em que as meninas brincavam com espigas de milho como bonecas, no interior de São Paulo, em Mirassol, onde meus bisavós, imigrantes espanhóis vindos em navios pelos idos de 1900, se instalaram nas plantações cafeeiras e depois, em Curitiba. Sua adolescência foi marcada pelo assassinato de seu pai, por desentendimentos comerciais, imagino o sofrimento de minha família à época. Todos tiveram que trabalhar logo cedo para sobreviverem e acudirem minha avó que, sozinha, terminou de criar os dez.  O mais novo, Roberto, com três anos, ainda mamava no peito quando isso ocorreu.

Tem muita opinião, essa minha mãe. Uma guerreira, independente, brava, tem duas "ativas" castanholas, uma em cada mão, teimosa, autônoma em todas as decisões, sempre teve força de vontade e trabalhou muito! Sofreu muito também, infelizmente tenho que dizer,  em seu casamento com meu pai, ele tinha o vício da bebida e causou  sofrimento para todos nós, em boa parte de nossas vidas.

Mas não vou remoer o passado nesse dia de festa,  alegria e comemorações. Mãe, leia os livros que desejava e que te dei de presente [Sidney Sheldon e Ágatha Cristie], para treinar a memória. Hoje à noite ganhas um bolo e um abraço.

Desejo a você, mamãe, que viva muitos anos mais, e que possamos comemorar sempre.

Nenhum comentário: