“Se deixou levar por sua convicção de que os seres humanos não nascem para sempre no dia em que as mães os dão à luz, e sim que a vida os obriga outra vez e muitas vezes a se parirem a si mesmos.” (Gabriel García Márquez, em "O amor nos tempos do cólera")

20/03/2012

Ainda sobre os "Gatti di Roma"

Ainda impressionada com a história dos gatinhos romanos, vim postar mais um video. Esse, com fotos lindas e uma canção que combina com a "aristocracia gatílica romana" que andam solenes pelos mesmos lugares que os romanos antes de cristo...
Bárbaro!


Leia também: Em Roma há gatos por todo lado


 

Nenhum comentário: