“Se deixou levar por sua convicção de que os seres humanos não nascem para sempre no dia em que as mães os dão à luz, e sim que a vida os obriga outra vez e muitas vezes a se parirem a si mesmos.” (Gabriel García Márquez, em "O amor nos tempos do cólera")

20/04/2012

Cecilia Meireles: De que são feitos os dias?


De que são feitos os dias?
De pequenos desejos,
vagarosas saudades,
silenciosas lembranças.

Entre mágoas sombrias,
momentâneos lampejos:
vagas felicidades,
inatuais esperanças.

De loucuras, de crime,
de pecados, de glórias,
do medo que encadeia todas essas mudanças.

Dentro deles vivemos,
dentro deles choramos,
em duros desenlaces e em sinistras alianças.

Cecília Meireles.
in Canções.

Nenhum comentário: