“Se deixou levar por sua convicção de que os seres humanos não nascem para sempre no dia em que as mães os dão à luz, e sim que a vida os obriga outra vez e muitas vezes a se parirem a si mesmos.” (Gabriel García Márquez, em "O amor nos tempos do cólera")

25/04/2012

Miguel Sousa Tavares: De noite

“... E de novo acredito que nada do que é importante se perde verdadeiramente. Apenas nos iludimos, julgando ser donos das coisas, dos instantes e dos outros. Comigo caminham todos os mortos que amei, todos os amigos que se afastaram, todos os dias felizes que se apagaram. Não perdi nada, apenas a ilusão de que tudo podia ser meu para sempre."

Excerto de 'De noite' - Miguel Sousa Tavares
em “Não te deixarei morrer David Crockett" (clique e faça download do livro)



***
Mais:
http://coisasdeada.blogspot.com.br/2012/04/miguel-sousa-tavares-nao-te-deixarei.html


Nenhum comentário: