“Se deixou levar por sua convicção de que os seres humanos não nascem para sempre no dia em que as mães os dão à luz, e sim que a vida os obriga outra vez e muitas vezes a se parirem a si mesmos.” (Gabriel García Márquez, em "O amor nos tempos do cólera")

26/04/2012

Gatos de Franz Marc



Gato na almofada amarela (1910) Franz Marc
Tres Gatos (1913) Franz Marc
Dois Gatos Azul e Amarelo (1912) Franz Marc
Dois gatos no tapete vermelho (1913) Franz Marc
O tema das obras de Franz Marc são a força vital da natureza, o bem, a beleza e a verdade do animal que o autor não vê no homem. Marc sentia-se intimamente ligado aos animais e tentou representar o mundo tal como o animal o vê, mediante a simplificação formal e cromática das coisas. Marc não só queria pintar bichos, mas também queria representar os sentimentos dos animais.


Franz Marc (1880 - 1916), pintor alemão, foi um dos mais influentes representantes do movimento expressionista na Alemanha. Iniciou seus estudos na Academia de Belas Artes de Munique, em 1900, depois de passar pela filosofia e pela teologia. 

Suas primeiras criações foram de uma grande afinidade com a obra de Vincent Van Gogh. Gradativamente sua obra se aproxima do futurismo e do cubismo e para a crescente abstração, até culminar na abstração expressiva.


Ele fazia pinturas, aquarelas, guaches e esculturas. Algumas das suas obras foram feitas em xilogravura e também em litografia, e a maioria delas relatam animais em ambientes naturais. Usava muito as cores primárias e com muito brilho, o que dava um grande significado emocional às suas pinturas. Amarelo o feminino, azul o masculino...

Na Primeira Guerra Mundial, Franz Marc apresentou-se como voluntário. Em 1916, foi abatido por um canhão. Morreu aos 36 anos. A única pergunta que fica é como alguém tão sensível poder ter ido morrer em uma guerra?

Fonte:
Franz Marc em Munique
Wikipédia
Imagens na internet

Abstração Expressiva ou Expressionismo de Franz Marc:


Nenhum comentário: