“Se deixou levar por sua convicção de que os seres humanos não nascem para sempre no dia em que as mães os dão à luz, e sim que a vida os obriga outra vez e muitas vezes a se parirem a si mesmos.” (Gabriel García Márquez, em "O amor nos tempos do cólera")

08/01/2013

Árvore de pipas



Essa é uma árvore de pipas. Pipas que morreram presas nos galhos secos. Há muitas árvores assim no cemitério de Vila Alpina, coniventes com o mês de agosto em que as pipas ainda reinam no anil.

O tempo seco, sem chuvas, e suas ventanias ressecadas e frias carregaram todas as folhas mortas e plantaram as pipas de seda no lugar.

Nesse dia estive no velório da mãe da Elô. Foi um dia lindo de azul inigual, mas muito tristonho. Úmido mesmo, apenas os olhos dos que ali velavam os seus.

Por ali vela-se a morte. E entre os choros de dor pela perda do ente amado, podia-se ouvir os gritos alegres das crianças empinando suas coloridas pipas no jardim do cemitério. 

Tanto uns, como outros, lidávamos com a morte.

E todas as almas pareciam perambular por entre as árvores... (Ada 8/1/13)

4 comentários:

Bloguinho da Zizi disse...

A vida é assim. Não escolhe cenário para as nossas emoções. Nós nos identificamos ou não com ele.
A alegria e a tristeza caminham lado a lado.

Adorei teu blog!

Gratidão

Beijinhos

Eliana Ada Gasparini disse...

Oi Zizi! Eu é que sou-lhe grata pelo comentário e pela visita. Apareça sempre!

Caio disse...

Olá Ada, tudo bem?

Eu encontrei o seu post sobre a "árvore de Pipas" e gostei do seu texto falando sobre o local da foto e o contraste da alegria dos meninos com suas Pipas

Tenho um blog de Pipas e tomei a liberdade de publicar o seu texto no meu blog com os devidos créditos, se você preferir eu retiro de lá tá?

http://saopaulopipas.wordpress.com/2013/01/14/arvore-de-pipas-um-olhar-sobre-a-vida-e-a-morte/

Obrigado, Caio

Eliana Ada Gasparini disse...

Gostei de ver publicada minha cronica no sei site. Pipas merecem mesmo um lugar especial. Há uma outra cronica sobre pipas no blog, acho que vais gostar. Abraços, Ada