“Se deixou levar por sua convicção de que os seres humanos não nascem para sempre no dia em que as mães os dão à luz, e sim que a vida os obriga outra vez e muitas vezes a se parirem a si mesmos.” (Gabriel García Márquez, em "O amor nos tempos do cólera")

02/03/2013

Guirlanda para Heloísa

Um cordão de cocoricós...
Guirlanda para dar as boas vindas à 1ª neta, Heloísa, que nasce em março de 2013.
Feita em crochê, lã e muito amor.

2 comentários:

lucia teresa faria disse...

Heloísa sua vovó é demais!
muitos beijos
lu

Helena disse...

coisa mais linda!!! que ela chegue com muita saude e traga todas as alegrias do mundo!!!
beijos
Male