“Se deixou levar por sua convicção de que os seres humanos não nascem para sempre no dia em que as mães os dão à luz, e sim que a vida os obriga outra vez e muitas vezes a se parirem a si mesmos.” (Gabriel García Márquez, em "O amor nos tempos do cólera")

24/08/2013

Flora Figueiredo:O Plantador de Girassóis

O Plantador de Girassóis
(Flora Figueiredo)

Para Fábio

Lá vai ele semeando azuis.
Passa por terras ácidas,
por marés graves,
que converte em flocos de luz.
Deve ter uma orquestra no bolso
e sementes de sol no coração.
A fila cresce:
o que admira,
a que suspira,
a que padece.
O semeador avança,
a orquestra toca,
o mundo sem querer entra na dança.
A festa aumenta.
Se a noite ciumenta se apresenta
e em protesto espalha seu negrume,
o semeador derrete a escuridão:

seduz a estrela e ascende um vagalume.

Nenhum comentário: