“Se deixou levar por sua convicção de que os seres humanos não nascem para sempre no dia em que as mães os dão à luz, e sim que a vida os obriga outra vez e muitas vezes a se parirem a si mesmos.” (Gabriel García Márquez, em "O amor nos tempos do cólera")

04/08/2014

Temperos: O sabor da magia



(trilha sonora do filme "O sabor da magia", sensual e envolvente como o filme)


Um filme muito delicado, envolvente e sensual: "O sabor da magia", do diretor Paul Mayeda Berges. Gosto de filmes em que o tema é o poder dos sabores e aromas dos alimentos em nossos humores..

Tilo (a indiana Aishwarya Rai) é uma mulher misteriosa (e linda demais) estudou uma filosofia indiana, desde criança, que lhe deu poderes sobre os temperos e ao manipulá-los consegue perceber e alterar sentimentos.

Montou uma loja de especiarias e atende diversas pessoas, vendendo-lhes temperos mágicos.

Lembrou-me o filme "Chocolate", em que a atriz Juliette Binoche abre uma chocolateria em cada cidade que passa, feito cigana, preparando bombons especiais que influenciam no humor e sentidos das pessoas...

Também lembrou-me "Como água para chocolate" que explicita o poder do alimento em despertar paixões e erotismo, alegrias ou tristezas.

Aqui, em "O sabor da magia", a mistura mágica das ervas com seus sabores e aromas envolventes é o mote.

Mas, Tilo se apaixona, e então o seu tempero, o que a persegue, são as pimentas...

Ada, 4/8/14

Nenhum comentário: