“Se deixou levar por sua convicção de que os seres humanos não nascem para sempre no dia em que as mães os dão à luz, e sim que a vida os obriga outra vez e muitas vezes a se parirem a si mesmos.” (Gabriel García Márquez, em "O amor nos tempos do cólera")

08/03/2008

97 Maneiras de Fazer Seu Cachorro Sorrir

Diversão garantida, este livro traz 97 sugestões criativas para você fazer seu cachorro feliz. São dicas de carinhos, massagens e cócegas em lugares secretos, além de brincadeiras inusitadas como perseguições a bichos de pelúcia, cantorias de ópera e imitações de latidos. Os truques testados e aprovados pela enfermeira veterinária e terapeuta de cães Jenny Langbehn são ilustrados com lindas fotos coloridas de cachorros das mais variadas raças, idades e tamanhos, cada um mais cativante do que o outro.
(Na foto, Átila sorrindo) "97 Maneiras de Fazer Seu Cachorro Sorrir" de Jenny Langbehn

Editora: Sextante ano: 2005 Edição: 1 Número de páginas: 128

2 comentários:

Andre Luis Aquino disse...

Olá, tres coisas preciso te dizer.A primeira é que estou vendo "Queridos amigos" e lembro muito de voce e da sua história, voce poderia ser facilmente um daqueles personagens.
A segunda é que o Átila, noem poderoso, lembra muito a minha Highway, uma cadelinha que marcou a minha vida quando estava viva.E a terceira é parabéns pelo seu dia!
Beijos.

Rita Polli disse...

Ada querida,
Bom dia!
A cada dia descubro mais coisas em comum nas nossas vidas...
São seis da manhã e eu estou aqui ao lado de nossa cadelinha bassê Petita e os três filhotes dela, duas fêmeas e um macho. Com 8 anos ela nem poderia mais ser mãe, mas deu uma fugida e nós adoramos o resultado. O parto precisou ser cirúrgico, na sexta-feira (7/3), mas a recuperação está ótima. Ela é uma mãe carinhosa e eles são famintos. Está dando tudo certo. Precisei viajar pra São Paulo e o Pedro deu a maior assistência. Eles são lindinhos e fazem uns barulhinhos de bebê au, au.....
Agora vou voar... A vida é um vendaval.
O seu blog está bem bonito, parabéns!
Adorei ter te encontrado naquele sábado de manhã...
Grande abraço,
Rita Polli.