“Se deixou levar por sua convicção de que os seres humanos não nascem para sempre no dia em que as mães os dão à luz, e sim que a vida os obriga outra vez e muitas vezes a se parirem a si mesmos.” (Gabriel García Márquez, em "O amor nos tempos do cólera")

05/04/2009

Meu cão é uma obra de arte

Meu cão Caillou 
Caillou

Uma mão habilidosa pegou num pincel
e torceu em contornos um rabinho
que de porquinho só parece
mas ao caracol engana direitinho

Esticou orelhinhas atentas
e de marrom tingiu
Mas deixou escorrer uma aguada
e à face esquerda deu um perfil

De tão alegrinho que ficou
de pirata fantasiou
para brincar o carnaval
foi a natureza que se inspirou

Tão alvinho que dói nos olhos do sol
foi o artista quem decidiu
ao juntar todas as cores
tão branco o definiu

Empinado e altivo
parece também um cavalinho
trota as patas com agilidade
sobre pretas almofadinhas

Com um sorriso nos lábios
exibindo boa dentição
nunca ninguém viu
tão simpático cão

Recebeu por nome, Caillou
nas diminutivas Cuqui e Caiuzinho
na pressa, Cacá
mas em todas elas, um amorzinho

De versos e rimas pouco entendo
mas ao artista precisava homenagear
por tão bela obra de arte
por tanta alegria de amar!
(Ada, 5/4/2009)
Perdi postagens no blog e consegui recuperar alguns comenários que reproduzo abaixo:

6 disseram alguma coisa:

Rosângela Carvalho disse...
OLá Gostei muito do que diz seu perfil...é aquele negócio de parecer com a gente...então vim lhe visitar...gostei...gosto de blogs...tenho 3...mas o q mais gosto é esse, visite-o se der vontade...http://ps.alcantara.zip.net/parabéns pelo teu espaçorose
10/1/09

Arqstein disse...
Que fofo ! Imagino que belo cão deve ser e que alegrias dá para proporcionar uma inspiracão poética !Obrigada pela sugestão de pauta para o meu fotolog. Já escrevi algo a respeito do que me mandaste.BeijosElenara
10/1/09

Maria Elisa disse...
Amada Ada,O Caillou esta lindissímo,efeito do imenso amor dedicado por você. Achei muito inspirador o poema feito a ele.Tem sido um aprendizado suas palavras. Abraços Elisa 10/01/09
11/1/09

Marcia disse...
Nossa Ada, não conhecia esse teu lado, amei, muito meiguinho e é a cara dele tudo o q vc fez. Parabéns.bjs para a artista e para o filhinho.
11/1/09

Loja Germinar disse...
Muito lindinha a poesia. E achava que vc só gostava de gatos. Todos são adoráveis. A natureza caprichou em todos eles. Pena que boa parte da humanidade não sabe amá-los e respeitá-los.
12/1/09

Vivi disse...
Oi, Ada!!Que poesia linda, minha amiga! Vê-se que saiu direto do seu coração...Dá prá sentir a sua felicidade e seu amor por ele em cada linha. Beijos,Vivi
15/1/09

Um comentário:

Rita disse...

Ada, venho de vez enquando aqui e olha q é a primeira vez q vejo essas fotos do Calliou. Amei as poses dele, muito fofo! Adorei a poesia, realmente só um coração q tem muito amor consegue transmitir td em poesia... parabéns amiga! Bj.