“Se deixou levar por sua convicção de que os seres humanos não nascem para sempre no dia em que as mães os dão à luz, e sim que a vida os obriga outra vez e muitas vezes a se parirem a si mesmos.” (Gabriel García Márquez, em "O amor nos tempos do cólera")

22/09/2009

Matança de Golfinhos conhecidos como Baleias Piloto, na Dinamarca

Me chocam demasiadamente as práticas intituladas "tradicionais" de determinadas culturas e povos, no mundo todo, quando elas são cruéis e perpetuam a barbárie pois, quem pode acreditar que, na Dinamarca de hoje, persista um mito de que um jovem se torne bom adulto, praticando tamanha bestialidade? Ou que precisem caçar à unha como primitivamente?

No site da WSPA (Sociedade Mundial de Proteção Animal- Brasil) tem uma reportagem detalhando a prática da matança de baleias e golfinhos que acontece anualmente na Ilha Faroe, Dinamarca. Sei que tem matança de todo lado, credo!!! Como tem!!! São focas no Canadá, touros na Espanha, cachorros na China, Chinchilas sabe-se lá onde, e mais execrável ainda: gente inocente do Iraque, etc, etc, mas não dá para ser conivente com isso. A luta pela paz, pelo progresso, por um mundo de igualdades e pelo socialismo, a meu ver, passa pela defesa da vida, seja ela qual for.

Então, um abaixo assinado que recebi e está rolando por email não terá valor, se não for organizado. Serve apenas para se indignar e disseminar o protesto, o que já é bastante! Uma amiga do Gato Verde descobriu e me passou uma petição on line em espanhol, que já está rodando o mundo. Eu fui a 5.631 a assinar. Pouco né? Este abaixo assinado, creio, talvez possa ter alguma repercussão e ajudar as organizações européias a tocarem o protesto adiante. É o que espero. Traduzi do espanhol, aqui, para facilitar a leitura.

"Assinem a petição on line Contra massacre de golfinhos na Ilha Feroe, Dinamarca'

Na Ilha Feroe, pertencente à Dinamarca, praticam um abate macabro e sangrento de baleias e golfinhos, espécies altamente inteligentes, em extinção, que se relaciona naturalmente e amigavelmente com os seres humanos por sua docilidade e sensibilidade, a cada ano se repete este genocídio (matando uma espécie inteira) em busca de uma prática arcaica, segundo a qual, ajudam os jovens a se tornarem "homens" matando golfinhos, este ato horrível é realizado sob os auspícios do rei da Dinamarca, mostra que essa transformação não produz "homens", mas seres bestiais como a Declaração Universal dos Direitos dos Animais (Unesco) afirma que:
Declaração Universal dos Direitos do Animal [segue a declaração que não inclui aqui]. Com a seguinte declaração, tal como referido, tem havido um crime de genocídio, à espécie de baleias-piloto, esta petição pretende parar de uma vez por todas este massacre terrível e refletir, uma vez por todas e sempre, a vida animal em uma prática arcaica, atrasada, brutal, primitivo, degradante, desumano e diabólico. É nosso dever para com os golfinhos, essas belas criaturas, utilizada terapeuticamente para ajudar crianças com dificuldades de aprendizagem e deficiência, lutando por um mundo melhor e igual, a espécie humana é "superior" aos seus pares, Estes casos demonstram tais atos de crueldade na verdade o oposto."


(Autora Dra.Laura Cecilia Velasco: lauvelasco80@hotmail.com)


Acessem a petição clicando aqui:



ou copie e cole:


(Olha só, as fotos que recebi da prática abominável, são tão feias, que não posso postá-las aqui para não entristecer meu blog e tenho que concordar com Shakespeare (Hamlet), "Há algo de podre no reino da Dinamarca").

Nenhum comentário: