“Se deixou levar por sua convicção de que os seres humanos não nascem para sempre no dia em que as mães os dão à luz, e sim que a vida os obriga outra vez e muitas vezes a se parirem a si mesmos.” (Gabriel García Márquez, em "O amor nos tempos do cólera")

12/10/2009

Filomena. Filó para os íntimos.


Filomena me seguiu na rua domingo à noite, perdida e pedindo colo. A perninha já estava enfaixada e foi atropelamento, constatado pelo tamanho da cicatriz e do ferimento que ainda não cicatrizou por completo. Lá vou eu socorre-la no Hospital Rebouças, mas o raio x diz que a quebradura já quase que se consolidou e não adianta mais operar. Esta quebradura já tem um mes, aproximadamente. Ela vai mancar (pouquinho) pro resto da vidinha dela. Depois de um banho cheiroso e antipulgas, ela está um show! Está sendo medicada. Tem uns 6 meses de idade e dois dentinhos cairam hoje. Seus donos são irresponsáveis! Na rua de novo, depois deste acidente feio? Não a merecem. Estou buscando uma familia bem legal prá Filomena! A Filó é linda e levada.
Veja o álbum de fotos no photobucket 

Nenhum comentário: