“Se deixou levar por sua convicção de que os seres humanos não nascem para sempre no dia em que as mães os dão à luz, e sim que a vida os obriga outra vez e muitas vezes a se parirem a si mesmos.” (Gabriel García Márquez, em "O amor nos tempos do cólera")

04/05/2010

Gato imaginário, de Julia Bax

Julia Bax é paraense nascida em 1980. Mora atualmente em Paris, na França. Ilustradora e quadrinista já deu aula de desenho em São Paulo, já desistiu de engenharia na USP e agora é economista (diz ela que nas horas vagas e como hobby) mas o que faz mesmo é desenho. Tem muita historia para contar sobre sí. O que eu a-do-rei logo de cara, foi o seu Gato Imaginário. Estes desenhos é que me levaram a conhecer esta jovem e talentosa artista brasileira. Para saber mais veja seu blog  ou seu site.

Um comentário:

Silvia Barbosa disse...

Adorei seu blog e sua paixão por gatos !!! Bjoo