“Se deixou levar por sua convicção de que os seres humanos não nascem para sempre no dia em que as mães os dão à luz, e sim que a vida os obriga outra vez e muitas vezes a se parirem a si mesmos.” (Gabriel García Márquez, em "O amor nos tempos do cólera")

05/05/2011

Que nomes como Osama e Obama não sejam usados em cachorros


Me mantenho estarrecida com as coisas que ouço na imprensa. Existe um consentimento para a barbárie que é inacreditável e inadimissivel. Os EUA invadem um país, sem seu consentimento, invadem a casa de Osama, cometem o assassinato de várias pessoas, não só do alvo tão desejado, o Osama e, Obama (interessante coincidência de nomes) não vai mostrar as fotos da chacina, até porque nem deve dar prá reconhecer o monte de carne que ficou a cara de Osama.

Enquanto isso, a ONU fala, fala, fala, e fica falando sozinha, não altera em nada com suas indagações e fica a incredulidade com que o mundo assiste ao imperialismo mostrar como é macho! Lembra muito o cachorro que não é castrado e fica demarcando território por onde passa, mijando em todos os muros da rua...

Hoje, Obama vai colocar flores onde antes eram as torres gêmeas, tá certo foram 3 mil mortos mais do que vingados, mas tá certo? É assim mesmo? Uma morte vai vingando a outra para manter a dominação? Parece piada aquela americana que mantinha um placar na porta de sua casa contando os dias que faltavam para Osama ser morto. Consolida-se o direito dos primórdios, das hordas, dos malfazejos de matar impunemente. O ódio é inseminado no povo americano, em larga escala. Uma parafernália de barbáries são perpetuadas com estes atos insanos e temos que assistir a tudo isso sem poder alterar uma vírgula nesse tratado?

Olha, olha! A mídia já está divulgando nos mínimos detalhes o que é o “bioterrorismo”. O Mundo precisa estancar esse processo de destruição para o qual caminhamos. E que nomes como Osama e Obama não sejam usados para nomear cachorros, aliás, já comuns na raça pit bull! Esses também, que triste fim!

Um comentário:

Andre Luis Aquino disse...

Não poderia deixar de comentar.Eu fiquei indignado desde o primeiro momento, cheguei a duvidar, e ainda duvido se ele foi de fato morto.Obama pra mim é a maior decepção política de todos os tempos.Mas ainda acredito na blogosfera, a opinião de cada um de nós blogueiros ainda vai virar esse jogo.Um ABRAÇO!