“Se deixou levar por sua convicção de que os seres humanos não nascem para sempre no dia em que as mães os dão à luz, e sim que a vida os obriga outra vez e muitas vezes a se parirem a si mesmos.” (Gabriel García Márquez, em "O amor nos tempos do cólera")

31/12/2011

Mensagem para Walter

Último dia do ano e não dá para desprezar a Globo News invadindo nossas casas, uma companhia importante [nem por isso sincera] para incontável número de pessoas, apresentando uma retrospectiva do ano 2011. Fico imaginando uma versão diferente das ideias globais, e em como a retrospectiva do ano nos seria apresentada. Não existe "imparcialidade", é fato! E a verdade, sendo relativa, fica relativizada a quem tem o poder de anunciar as boas e as más novas. Seja como for, faz refletir sobre o atual estágio da evolução humana. Entre guerras, mortes, catástrofes, muito pouco nos é apresentado da possibilidade e da necessidade da igualdade.

Filosofias à parte, cá estou acompanhando a Globo [retumbe] e pensando na minha retrospectiva pessoal. No quanto esse ano foi complexo para mim. No quanto me decepcionei com meus iguais e no quão pouco motivo tive para me alegrar. Reflito sobre a minha consciência, que se mantém tranquila e a sensação de que tentei o meu melhor, de novo, e sempre, em fazer o bem com ou sem a conspiração do Universo.

Essa mensagem, especialmente, se destina ao meu companheiro de lutas, aquele que me chefia e me coordena. Quero dizer a ele, que conte comigo para seguir comprando sua causa, porque soma com causa coletiva, porque acresce; porque suas ideias são justas; porque os passos [pequenos mas firmes] seguem na direção do progresso; porque as grandes batalhas são destinadas à igualdade; porque pretenso defensor da evolução e da vida; porque amigo de grandes jornadas, e porque não há porquê, a não ser pela amizade. 

Feliz ano novo, querido Walter! Ando saindo da tristeza, porque esse dia ainda é resquício e o último do ano difícil, mas agradecida e esperançosa num ano mais ameno e generoso comigo e sensacionalmente vitorioso para todos nós. A partir de amanhã.

Um brinde a 2012! (Ada, 31/12/2011)

2 comentários:

Irineu (Yahia) Dourado Oliveira disse...

Boa tarde querida!!!
Estou aqui, em frente do computador a mais ou menos 4 horas tentando iniciar o meu testamento pessoal deste ano que daqui a pouco se findará.Como começar, eis a questão!
O seu singelo texto me trouxe um incentivo extra pela simplicidade e sinceridade ao encarar a vida.
Um beijão! Feliz 2012!!!

Ada disse...

Querido Yahia, gostaria imenso ler seu testamento. Se puderes compartilhar comigo, me sentirei privilegiada em repartir contigo seu, meu, nosso micro universo, ínfimo e enorme, e não reclamemos da chuva que cai sobre Sampa, porque em Milão, faz -6 graus e neva... e na África milhares de crianças morrem de fome. Feliz ano Novo para você meu querido amigo de antes e de sempre.